Como escolher o pisos e revestimentos

Como escolher pisos e revestimentos de forma técnica?

 

Como escolher pisos e revestimentos nem sempre é uma tarefa fácil ainda mais se você já fez varias pesquisas e mesmo assim esta em duvida sobre quais pisos e revestimentos colocar na sua obra. Então este artigo provavelmente seja o que precisa, considerando que uma boa escolha de pisos e revestimentos podem valorizar em muito um imóvel e o contrario também é verdadeiro. Em nossa pesquisa sobre o tema encontramos muitos bons artigos que sinalizam os melhores estilos de pisos e revestimentos em termos de textura, cores e ambientes a serem utilizados por cada tipo. Mas será que existe critérios técnicos confiáveis que nos oriente na melhor escolha dos pisos e revestimentos que ajuda nesta etapa de escolha, visto que além da beleza estética (muito importante) sempre queremos que nosso imóvel seja um ativo de alto retorno de investimento? Sim! Existe critérios técnicos para uma boa escolha de pisos e revestimentos, levando em consideração não as áreas as quais serão instalados, mas também em termos de resistência dos materiais se tratando de força, temperatura ambiental, umidade entre outros. Por conta disso, vamos aqui revelar o que devemos saber para   otimizar o investimento.

Critérios de como   escolher pisos e  revestimentos ideal

Passando pelo site do fabricante de pisos e revestimentos cerâmicos Eliane, veja mais: tipos de revestimentos, encontramos um variado e surtido showroom, de pisos e revestimentos, seja cerâmicos, porcelanatos, pastilhas. No entanto também é muito comum o uso mármores, granitos, ardósias e pedras naturais rusticas para dar acabamento tanto sofisticado quanto robustez nas edificações. E então entre tantos tipos existentes no mercado, como escolher pisos e revestimentos, para que estes além da estética, garantir longevidade ao imóvel.

Uma das primeiras causas para se conhecer os mais variados tipos de pisos e revestimentos consiste no fato que para cada um se faz necessário um tipo especifico de massa colante, também conhecido como argamassas. Porcelanatos, pastilhas e pedras possuem características diferentes em relação às cerâmicas comuns, por isso existem argamassas especificas (Veja cada uma delas). Existem normas brasileiras (NBR) que determinam especificações a esses tipos de revestimentos. Vamos te orientar na escolha e/ou no seu trabalho, algumas dessas características iremos apresentar, logo abaixo (Veja coleção 2019).

 

Pisos e revestimentos: quanto ao local 

  • Piso x parede.
  • Ambiente externo x interno.
  • Área seca x úmida.
  •  Piscina, saunas, fachadas e etc.

Pisos e revestimentos: condições de uso 

  • Residência – área social x íntima.
  • Comercial – tráfego médio x alto.
  • Industrial.

Tipos e características: Pisos e Revestimentos

Pisos e revestimentos: quanto ao clima

  • Temperado x frio intenso.
img-porcelanato-em-geral

Pios e revestimentos em porcelanatos

Pisos e revestimentos de  porcelanato é a o que tem de mais moderno para quem busca um ambiente funcional e moderno. A instalação deste piso – porcelanato – é sem duvida o que mais exige qualificação do profissional mas são bem fáceis de limpar, além de ser resistente, por isso é muito utilizado em ambientes externos e internos. Podem ser retificado com bordas retas para ser possível a aproximação entre placas. Mas podem ser bold com bordas arredondadas que permite juntas a partir de 3 milímetros. Estes tipos de pisos e revestimentos recebem acabamento  esmaltado, natural ou polido, sendo o primeiro mais resistente a abrasão e a manchas conforme as tabelas abaixo. Obviamente é o aperfeiçoamento da placa cerâmica, na qual o processo de fabricação e as matérias -primas resultam em um produto de baixa absorção de água (igual ou menor 0,5%). Recebem o nome grés porcelanato ou grés porcelânico. No mercado existem porcelanatos com três tipos de acabamento: natural, polido e esmaltado, e como escolher pisos e revestimentos de porcelanato.

pastilhas-1

Pisos e revestimentos em pastilhas de porcelana 

As pastilhas de porcelana são ideais para revestimentos de piscinas, já que possuem taxa de absorção da água reduzida e se comportam bem ao contato prolongado com o cloro. A área a ser aplicada deve ser estanque e impermeabiliza além estar seco, isento de pó, óleo, graxa, pintura ou qualquer partícula que prejudique a aderência no momento do assentamento. São um conjunto de placas porcelânicas de pequenas dimensões,  alta dureza e baixo índice de absorção de água (=< 0,5%), muito usadas no revestimentos de piscinas e fachadas. Geralmente, as placas vem coladas em papel kraft ou unidas por tela ou cola. No mercado, encontram-se dois tipos de acabamentos: natural e esmaltado. Como escolher pastilhas de porcelana?

pastilhas-de-vidro-cozinha-close-patricia-medeiros-106653
Pisos e revestimentos em pastilhas de vidro
 

Pastilhas de vidro são  coladas em uma tela ou papel para serem aplicadas na parede. Proporcionam belos efeitos  semelhante ao dos mosaicos, pois destas são oriundas. Em nosso país este tipo de revestimentos é utilizado desde 1930. São fornecidos em placas, coladas em papel kraft ou tela. Como escolher pisos e revestimentos de pastilha de vidro?

img-de-pastilhas-especiais

Pisos e revestimentos Pastilhas especiais

Os revestimentos modelo pastilhas especiais podem ser de Inox entre outros materiais e aplicadas como revestimentos em banheiros, cozinhas ou alas sociais. Esse modelo mescla pastilhas de inox espelhado com pastilhas de inox escovado. No entanto também temos revestimentos de pastilhas de fibras ou de outros materiais (osso, aço e espelho), destinados principalmente, mas não exclusivamente ao uso em áreas internas em acabamento e decoração. Qual o critério de escolher revestimentos especiais? 

revestimento-slin

Pisos e revestimento de espessura fina

Também conhecido como revestimentos do tipo slim, pisos e revestimentos de espessura fina Podem ser cerâmicos ou porcelanas aplicáveis em pisos e paredes. Ideais para serem utilizados em obras novas vem cada vez ganhando mais espaço  em reformas no modelo de instalação piso-sobre-piso. Fabricados em grandes dimensões são os maiores e mais finos revestimentos existentes, chegando a meros  5,5 milímetros. Trazem a vantagem de serem fáceis de cortar e perfurar, gerando menos resíduos na obra. São ideais na sobreposição em revestimentos antigos. 

img-de-piso-de-pedra-natural

Pisos e revestimentos pedras naturais

Talvez seja o tipo de piso e revestimento mais fácil de  se escolher. Em nossa cidade  (Curitiba) é muito utilizado para revestimentos a pedra São Tomé branca 3D, no entanto também para revestimentos tem se destacado a pedra ferro 3D, para pisos principalmente garagens as mais indicadas são: Miracema, pedras madeiras, goiana, portuguesa ou petit-pavé e pedra Lousa Paranaense ou Granito bruto rosado. Bastante usadas em pisos e revestimentos de paredes, as pedras  são diferentes de outros pisos e revestimentos, pois possuem porosidade, densidade ou mesmo uma aparência sem uniformidade, variando estas características  entre lotes. Acreditamos ser  é a diferença de espessura dessas pedras entre sua  placas o que mais  dificulta o assentamento para uma superfície nivelada. Quando for assentar estes tipos de piso ou revestimento use uma argamassa especifica de alta aderência, que proporcione uma superfície bem plana. 

Mas como escolher pisos e revestimentos de  cerâmicas

 

Pisos e revestimentos cerâmicos são  largamente os mais utilizados ao longo do tempo. As placas de pisos e revestimentos de cerâmicas  têm propriedades únicas, determinados por seu processo produtivo. Por isso, é muito importante conhecer as principais delas. Então como escolher pisos e revestimentos,  que atendam às normas técnicas e valorizam a qualidade de longevidade dos imóveis. Siga as informações fornecidas pelos fabricantes e consulte as da tabela a seguir (Tabela completa): 

Local Limpeza Absorção de água Resistência química PEI
Interno
4 ou 5
0% s 20%
Elevada/média
-
Externo
4 ou 5
0% a 20%
Elevada/média
-
Fachadas
4 ou 5
0% a 6%
Elevada/média
-
Escadas
4 ou 5
0% a 10%
Elevada/média
Cozinha>=3;Banheiro>=1;Quintal>=4
Garagens
4 ou 5
0% a 10%
Elevada/média
5
Industrial
4 ou 5
0% a 10%
Elevada/média
>=4
Residenica
4 ou 5
0% a 6%
Elevada/média
5
Cozinha Industrial
4 ou 5
0% a 6%
Elevada/média
5
Piscinas
4 ou 5
0% a 3%
Elevada/média
-

Definições técnicas:

Resistência a manchas (limpeza) – A facilidade de limpeza dos pisos e revestimentos em 5 níveis:

  1. Impossível remoção de manchas em pisos e revestimentos.
  2. Com ácido clorídrico diluído se remove as manchas de pisos e revestimentos
  3. Se remove usando produto à base de amoníaco.
  4. Mancha removível c/ produto fraco (detergente).
  5. Máxima facilidade na remoção de manchas.

Absorção de água– É a capacidade da placa para piso e revestimentos de absorver água. Isso causa consequências  nas propriedades mecânica, entre outras. As normas brasileiras e internacionais determinam grupos de absorção que facilita a recomendação de uso.

  • Bla – Até 0,5%.
  • Blb – De 0,5% a 3%, Grés.
  • Blla – De 3% a 6%, Semigrés.
  • Bllb – 6% a 10%, Semiporoso.
  • Blll – Maior ou igual a 10%, Poroso.

Atenção: nesta classificação, a letra maiúscula (B) significa que produto é prensado. O numeral romano (l, ll, lll)seguido pela letra minuscula (a, b) determina o grupo de absorção de água.

Nota:

  1. Toda placa cerâmica para  revestimento deve apresentar expansão por umidade menor ou igual a 0,6 mm/m ou 0,06%.
  2. Pastilhas ou placas cerâmicas de baixa absorção, grupos Bla e Blb, é necessário o uso de argamassa colante especifica.
  3. Em aplicações especificas, como piscinas, saunas, churrasqueiras etc; consulte o técnico Better home.
  4. Para Curitiba são melhores pisos e revestimentos dos grupos Bla e Blb.

Resistência química –  As normas estabelecem que  qualquer placa cerâmica suporte  a ataques químicos de produtos de limpeza doméstica.

a- Produtos químicos domésticos e de piscinas:

GA – Elevada

GB – Média

GC – Baixa 

 

b- Ácido e álcali de baixa concentração:

GLA – Elevada

GLB – Média

GLC – Baixa

Resistência à abrasão – Os pisos e revestimentos cerâmicos  esmaltadas são classificados  (PEI)  em cinco grupos:

  1. Baixa
  2. Média
  3. Média alta
  4. Alta
  5. Altíssima e de fácil limpeza

E esta é uma das características importantes a serem consideradas na indicação adequada das placas cerâmicas.

Observação: no caso de pisos e revestimentos não prensados a tabela acima (PEI), não se aplica  servindo apenas como referencial. No projeto devem ser considerados as condições de uso do piso, tais como: trafego e limpeza e tipo de solado.

Resistência mecânica– Pisos precisam suportar as cargas – peso- neles aplicado. Essa capacidade depende tanto do material quanto da espessura da placa. Como por exemplo.

Escadas, garagens, calçadas e comercio  e rampas carga >= 800 Newtons

Pisos industriais/piso de cozinha industrial e supermercado carga maior ou igual a  1000 Newtons 

Piscinas carga maior ou igual 400 Newtons 

Antiderrapante (coeficiente de atrito) – Quanto mais áspero e rugoso for o piso,melhor será para que as pessoas não escorreguem. Segundo as normas, um piso é considerado antiderrapante quando o coeficiente é maior que 0,4. 

Mas como  escolher pisos e revestimento porcelanatos

 

Nosso  país é vanguardista na elaboração de uma norma técnica que trata  sobre pisos e revestimentos porcelanato. Este tipo de piso e revestimento tem alto valor agregado. A norma que estabelece critérios técnicos para pisos e revestimentos, seja cerâmicas  ou porcelanatos, está em vigor desde 2007. Tanto os pisos e revestimentos cerâmicos ou porcelanatos são  resultantes da mistura de argila e outras matérias-primas inorgânicas moídas, prensadas e submetidas a processo de queima sob altas temperaturas.

Existem basicamente dois tipos de porcelanato.

  1. O porcelanato técnico que não esmaltados são os mais comuns – com índice de absorção de água  igual ou menor que 0,1% e o nível de desgaste é medido pelo teste de resistência à abrasão profunda (não PEI), em que o produto é submetido ao movimento de roldanas. O porcelanato técnico pode ser polido ou natural.
  2. Os pisos e revestimentos feitos de porcelanato de esmaltado deve ter índice de absorção de água igual ou menor que 0,5%, e  à abrasão superficial é indicada pela classificação PEI. Essa  variação é de 1 a 5, e, quanto maior o índice, menos escorregadio. Ainda a norma estabelece que a resistência a manchas seja da classe 3 ou superior. Tanto porcelanato técnico quanto o esmaltado podem ser retificados ou não retificados.
O porcelanato são queimados em temperatura superiores a 1200 ºC. O resultado é pisos e revestimentos com índices praticamente nulos de absorção de água e com elevada resistência mecânica a variações  térmicas e à ação de produtos químicos, existe argamassa colante específica que garante total   aderência.
 
É considerado um revestimento de alto padrão com variada gama   de modelos e acabamentos, com texturas e cores são renovados todos os anos. Para fazer um ótimo piso ou revestimento com ou sem paginação siga o especificado no projeto bem como orientação do fabricante do revestimento. 

Principais propriedades físicas do porcelanato.

Prop. Físicas           Área <= 50cm²     Área >50cm²

                                            Téc.                    Esm.       Absorção/Média            <=0,1%                <= 0,5%  

 Absorção/individual          0,2                         0,6 

Ruptura (7,5 mm)                              >=900N      

  Abrasão                          <=140mm²         >=175mm²  

Prop. Físicas                             Área >50cm²

                                            Téc.                    Esm.       Absorção/Média            <=0,1%                <= 0,5%  

 Absorção/individual          0,2                         0,6 

Ruptura (7,5 mm)               >=1800N         >=1500N     

  Abrasão                            <=140mm²                                                                                               

                              

Classificação das cerâmicas Pisos e revestimentos

Porcelanato: Baixa absorção de água e alta resistência mecânica

Grés: Baixa absorção de água e alta resistência mecânica 

Semigrés:  Média absorção de água e média resistência mecânica

Semiporoso: Alta absorção de água e baixa resistência mecânica

Poroso: Alta absorção de água e baixa resistência mecânica

Resistência a manchas 

Classe 1  impossibilidade de remoção

Classe 2 Remoção – ácido clorídrico, acetona ou hidróxido de potássio (diluído)

Classe 3 Remoção – com produto de limpeza forte (abrasivo)

Classe 4 Remoção – com produto de limpeza fraco (detergente)

Classe 5 Máxima facilidade de remoção (água quente)

Resistência a abrasão

PEI 0         Baixíssima

PEI1         Baixa

PEI 2          Média

PEI  3         Média/Alta

PEI 4        Alta

PEI 5          Altíssima e sem manchas após a abrasão

 

Revestimentos de espessura fina

Um piso de cerâmica têm uma espessura média de 8 mm e um piso de porcelanato padrão têm espessura de 11 mm ao passo que os porcelanatos slim tem espessura de até 5,5 mm.  São revestimentos assim denominados por serem bem fininhos. Disponíveis nas opções de cerâmica e porcelanatos, são maiores e mais finos revestimentos existentes. Na produção destes pisos ha um menor gasto de energia, menor quantidade de matéria prima, geram menos resíduos na obra, mais leves e fáceis de transportar e ocupam menos espaços para estocagem. Placas grandes e variadas, que permitem ao usuário  diversidade de paginação.  O conceito destes revestimentos é revestir um ambiente diminuindo os recortes. A tecnologia digital permite apresentar padrões e acabamentos  especiais. Podendo ter aparências de  madeiras, pedras e tecidos com fidelidade. Os profissionais que trabalham (Confira nosso trabalho) com estes pisos e revestimentos  acham que são bons de produtividade por serem fáceis de cortar e perfurar, além que pelo tamanho reduzem consideravelmente o numero de recortes.

A Better Home possui know-ho atuar nas mais diversas necessidades quando o assunto é alvenaria e serviços de pedreiro. Com foco na segurança, praticidade, limpeza e qualidade, os profissionais  estão aptos a executar serviços de reformas em geral. Incluindo demolição, instalação de portas e janelas, acabamento, construção de muros e paredes, vs de iniciar a obra. 

Visite nossa Fan Page

Como decorar quarto

Dica: decoração de quarto

Você  precisa, quer e esta anciosa (o) para fazer aquela decoração de seu quarto, mas não tem a minima ideia de por onde começar e pior ainda você não acha, tem certeza que seu quarto é muito pequeno, muito difícil de decorar e ficar bonito? Calma! Nos da Better Home vamos te ajudar e para isso estamos preparando uma série matérias que abordam estes temas. Continue lendo e veja o que preparamos para você neste post.

Vamos planejar a decoração

Antes de mais nada vamos “por tudo no papel” começando por saber qual quarto ou parte da casa iremos decorar, isso nos livrará de compras desmedidas que comprometam nossos orçamentos que também deve estar muito bem definido, pois assim sabendo quando podemos gastar partiremos para a próxima etapa, ou seja a lista do que queremos comprar. Feito isso que tal uma busca na internet para ter idéias do que realmente comprar, nesta questão o Pinterest é uma ótima opção. Faça uma lista de cores de sua preferencia  e/ou as cores melhores a cada peça e que mais se encaixam ao seu perfil e faça uma composição de cores. Anote todas as medidas das paredes, localização de portas, janelas, interruptores entre outros. Liste o que comprar e descida se terá ou não ajuda profissional. Posto isto, será possível optar e escolher os móveis mais adequados, desde a decoração com móveis mais antigos que darão um toque especial de beleza, portanto uma ótima opção, aos modernos e mais funcionais. Selecionamos algumas dicas que vão ajudar seu quarto ficar com a sua cara e superconfortável.

Aproveite os espaço ao redor da sua cama, isso melhora a decoração

planta baixa de espaço da cama no quarto

Claro que é um grande desafio dos quartos, principalmente os  pequenos é como ter onde guardar as coisas e expor objetos decorativos ao mesmo tempo. Por tanto ter um esboço de planta baixa de onde cada coisa fica pode em muito ajudar para compor outros detalhes, uma dica  nesse ponto que as prateleiras, armários embutidos e closets e mesinhas de cabeceira salvam o espaço e ajudam a decoração.

As cores influencial no ambiente e no humor das pessoas. Use  ao seu favor! 

As pinturas com cores claras transmitem a sensação de amplitude, ou seja, dão a ideia que o espaço é maior. Já as cores escuras na decoração dão a sensação que o quarto é ainda menor. Existem uma infinidades de tintas no mercado a Suvinil dispõe de uma gama de cores muito grande e para varias superfícies, valorizando a limpeza ou praticidade de se manter limpas, igualmente a Coral esta com a vantagem de ter uma linha voltada para a decoração. O melhor lugar para colocar quadro ou pôster é na cabeceira da cama. Isso traz o olhar para esse ponto, tirando a atenção do resto do quarto. Se você gosta de porta-retratos invista em molduras e tamanhos diferentes.

Enriqueça o espaço com a cama

Gavetas na cama são uma boa opção para aproveitar os espaços dos ambientes. Alguns modelos box já vêm com elas. Se não os encontrar, vale até apostar em um colchão box em uma cama convencional. As paredes de quartos pequenos são grandes aliadas. Abuse delas com detalhes suspensos.

Crie um projeto luminotécnico – Iluminação é tudo

A luz natural faz com que um ambiente pareça muito maior. Ela adiciona instantaneamente espaço visual. Então, evite janela fechada, cortinas muito pesadas e nada de escuridão. A decoração de quarto com espelhos é um grande truque para dar mais leveza, suavidade em um ambiente pequeno e transitem espaço. Você pode utilizá-los na porta dos armários ou colocá-los em uma parede inteira.

Reveja textura e tipo de forro

Já dissemos da importância das cores, seja para ampliar o ambiente, seja para mudar o humor das pessoas ou outras coisas é muito importante o tipo de parede e teto que estamos trabalhando. Um bom exemplo de tipo de parede e teto é o gesso 3D, tetos retos retos com tabicas dão a sensação  de espaços maiores e detalhes de gesso 3D na cabeceira da cama são um luxo a parte e orienta os olhares para estes elementos.